16/08/17

Fisiocrem

Fisiocrem é a solução natural para as dores nos músculos e articulações. É um produto completamente natural e o seu uso pode fazer-se simultaneamente com o de outros tratamentos com produtos naturais e/ou farmacêuticos. É um creme de fácil aplicação tópica, na sua composição entram 4 plantas bastante conhecidas:
Fisiocrem
  • Extracto de Arnica montana
  • Extracto de Hipericão perforatum
  • Extracto de Calendula officinalis
  • Essência de Melaleuca alternifolia
Fisiocrem fornece um alívio rápido, muito indicado em todas as fases de recuperação muscular e articular. Está especialmente indicado nos transtornos musculares e articulares agudos ou pós traumáticos sem ferida aberta, assim como em lesões desportivas comuns e para manter as articulações flexíveis, ajudando ainda a melhorar problemas de circulação.

Podem utilizar Fisiocrem as crianças, os idosos, as grávidas e mães lactantes. A sua facilidade de uso e a rapidez do seu efeito, tornam compatível a sua aplicação com a manutenção da actividade diária habitual. Deve evitar-se a sua aplicação em feridas, mucosas e olhos. Não mancha a roupa.

Uso Recomendado: 3 vezes ao dia ou sempre que necessário.

Tem sido bastante eficaz e com bom feedback da parte dos utilizadores, para mim o único senão é um cheiro bastante intenso que deve-se a sua composição. É bastante utilizado nos tratamentos de fisioterapia.

Preço 60 ml: +/- 8 euros
Preço 250ml: +/- 21 euros

07/08/17

Prevecist reduz o risco das infecções urinarias

È uma daquelas mulheres que passa a vida a ter infecções urinarias? Se esta sempre a tomar antibióticos como Monuril, Bactrim Forte, Furadantina MC entao cabe me a mim avisar que com o tempo estes antibióticos deixam de fazer efeito porque acaba por criar bactérias resistentes. Pode é tentar investir na prevenção, vou lhe falar de um suplemento que se vende na farmácia a base de produto natural e que já provou a sua eficácia. Suplementos a base de cranberry (arando), ha varios nomes comercias, provavelmente o mais prescrito pelos médicos é Prevecist.

Prevecist

É indicado nos indivíduos com tendência para infeções urinárias de repetição, especialmente nas mulheres, Prevecist poderá ajudar a manter a saúde urinária, reduzindo o risco de novos episódios de infeções urinárias recorrentes. 

 Prevecist reduz o risco das infecções urinarias
Prevecist não é um antibiótico, não trata infeções urinárias em curso. Contudo, poderá ser tomado juntamente com a terapêutica antibiótica prescrita pelo médico com o objetivo de reforçar as defesas e ajudar a criar um ecossistema urinário menos favorável a recidivas.

Prevecist é formulado com cranberry (arando), lactoferrina e fruto-oligosacáridos que dificultam a adesão das bactérias às paredes do tracto urinário e promovem a reconstituição de uma microflora intestinal equilibrada, criando um ambiente adverso ao desenvolvimento de infecções urinárias.

Este produto associa dois mecanismos inovadores de protecção do sistema urinário:
  • Dificulta a adesão das bactérias às paredes do tracto urinário. 
  • Promove a reconstituição de uma microflora intestinal equilibrada, criando um ambiente adverso ao desenvolvimernto de infecções urinárias. Visto a maioria das infecções urinárias na mulher serem provocadas por bactérias do tubo digestivo, esta acção é muito importante.
Posologia: A toma diária recomendada de Prevecist é de 2 saquetas por dia: 1 saqueta de 12 em 12 horas, preferencialmente antes das refeições (antes do almoço e antes do jantar) dissolvida num copo de água. Poderão ser utilizadas doses superiores, tendo o cuidado de manter as 2 tomas diárias (a duração do efeito anti-adesão é de cerca de 12 horas). Prevecist pode ser tomado de forma continuada ao longo do tempo.

Prevecist não interfere com a eficácia da pílula.

Preço: +/- 17 euros


Advertências: Prevecist não é um antibiótico nem reduz os sintomas de infeção urinária (desconforto pélvico, ardor ou dificuldade ao urinar, necessidade de urinar mais frequentemente e em pequenas quantidades, urina turva ou com odor desagradável). Se acredita que tem uma infecção urinária em curso, deverá consultar o seu médico a fim de que este faça uma correta avaliação e, se for o caso, lhe prescreva antibioterapia adequada.


05/08/17

Diclodent - colutorio anti-inflamatório

Diclodent é um colutorio bastante recomendado pelos dentistas para estados inflamatórios da boca, é o único que contem diclofenac na sua composição.
Diclofenac pertence a um grupo de medicamentos designados por anti-inflamatórios não esteroides (AINE), que são utilizados no tratamento da dor e da inflamação (nome comercial mais conhecido seria Voltaren). Não tem acção anti-séptica, só mesmo anti-inflamatório. 
Diclodent - colutorio anti-inflamatório

Indicações terapêuticas: tratamento sintomático dos estados irritativos e inflamatórios da cavidade orofaríngea, por vezes associados a dor (por exemplo, gengivite, estomatite, faringite) e em consequência de tratamento dentário conservador ou extracção. Por exemplo: gengivas inflamadas ou dor de garganta.

Pontos positivos:
  • Analgésico e anti-inflamatório
  • Sem álcool 
  • Baixo risco de efeitos sistémicos
  • Não mancha os dentes (como os colutorios com clorexidina)
  • Com sabor agradável/aceitável
  • Boa tolerabilidade
Posologia: gargarejar ou bochechar com 15 ml da solução (1 copo-medida ), ou então diluída em pouca água, 2 a 3 vezes por dia.

Preço 200 ml: +/- 10 euros
Preço: 100 ml: +/- 6 euros

19/07/17

Zoviduo - tratamento do herpes labial

O herpes labial é uma doença infecciosa provocada pelo vírus Herpes Simplex tipo I, HSV-1. O vírus permanece em estado latente, até que se reactive e se desencadeie um episódio. Um episódio de herpes labial costuma durar cerca de 10 dias, começando por uma sensação de inchaço, picadas, comichão e terminando no desaparecimento da ferida. O vírus provoca bolhas e feridas principalmente nos lábios, mas às vezes também noutras zonas do rosto.

O herpes labial pode desenvolver-se quando o sistema imunitário do organismo está enfraquecido, por exemplo, quando tem uma constipação ou outra infecção. O stress, sol forte, temperaturas frias ou a menstruação também podem desencadear os sintomas do herpes labial.

O mesmo laboratório do Zovirax (que continua a ser o creme mais procurado no mercado para tratar herpes labial) lançou recentemente uma novidade: Zoviduo. Tem tido bastante procura e já há os primeiros feedbacks positivos. Zoviduo associa o principio activo do Zovirax (aciclovir) a uma hidrocortisona.

Aciclovir - impede o crescimento do vírus ao bloquear a sua replicação e, portanto, a reduzir o tempo de tratamento.

Hidrocortisona - é um esteroide tópico que ajuda a tratar a inflamação que se desenvolve quando tem um episódio de herpes labial, ajuda a prevenir o aparecimento da ferida (lesão ulcerativa).


O Zoviduo creme é utilizado para o tratamento dos sinais e sintomas iniciais do herpes labial (por exemplo, formigueiro, comichão ou vermelhidão) nos lábios e rosto, para reduzir a progressão dos episódios de herpes labial para lesões ulcerosas. Se tiver desenvolvido herpes labial, o Zoviduo irá encurtar o processo de cura em cerca de meio dia a um dia, em comparação com o creme sem as substâncias activas.

Instruções de utilização:
Zoviduo é apenas para uso externo.
Adultos e crianças com mais de 12 anos de idade: O creme funciona melhor se começar o
tratamento o mais rapidamente possível, logo após os primeiros sinais de infecção, (por
exemplo, formigueiro, comichão ou vermelhidão). Espalhe uma camada de creme na área
afectada 5 vezes por dia, o que corresponde a intervalos de 3-4 horas durante o dia.
Continuar o tratamento durante 5 dias.

Preço: +/- 8.50euros

25/06/17

Permixon no tratamento da Hiperplasia Benigna da Próstata

A próstata é um órgão do aparelho reprodutor masculino, localiza-se por baixo da bexiga, sendo atravessada pela uretra, daí a interferência com a micção quando existe patologia prostática.

A Hiperplasia Benigna da Próstata (HBP) é a doença mais frequente da próstata, muito comum em homens de meia-idade e idosos, com sintomas urinários que condicionam a qualidade de vida. Trata-se de um aumento benigno do volume da próstata, que pode obstruir as vias urinárias inferiores. Se não estiver associada a sintomas não necessita de qualquer tratamento.

Os sintomas resultam geralmente de obstrução uretral ( aumento da frequência das micções com eliminação de pequenos volumes de urina, aumento da frequência de micções à noite, jacto urinário fraco, sensação de não ter esvaziado completamente a bexiga após urinar e etc...).

Para perceber se a prostata esta maior do que devia o medico faz exame físico detalhado, incluindo um toque rectal (exame digital através do ânus). A partir deste momento pode prescrever alguma medicação só para controlar os sintomas.

Permixon 

Permixon no tratamento da Hiperplasia Benigna da Próstata
É um dos medicamentos mais usados no tratamento sintomático da hiperplasia benigna da próstata.
A substância activa é extracto hexânico lípido-esterólico de Serenoa repens, é uma planta que possui atividade antiandrogénica, antiproliferativa e antiinflamatória (reduz a quantidade da hormona responsavel pelo crescimento da prostada e para o seu aumento).

A dose recomendada é 1 cápsula duas vezes por dia, às refeições, com o auxílio de um pouco de água. Permixon é bem tolerado.

12/06/17

Cremes com estriol na menopausa

Quando as mulheres envelhecem, os ovários vão, gradualmente, produzindo menos estrogénios (hormonas sexuais femininas). O período em que isto acontece (normalmente por volta dos 50 anos) chama-se menopausa. Se os ovários forem retirados cirurgicamente (ovariectomia) antes da menopausa natural, a diminuição da produção hormonal ocorrerá muito abruptamente.

A falta de estrogénios durante a menopausa pode levar a certas queixas, tais como: irritação vaginal, comichão, infecções recorrentes do trato urinário, incontinência urinária, cistite recorrente ou afrontamentos.

As hormonas ajudam a manter as células do revestimento (mucosa) da vagina elásticas e mais resistentes à influência mecânica. Na menopausa a parede vaginal torna-se mais fina e seca, por este motivo, as relações sexuais podem-se tornar dolorosas e podem surgir infeções vaginais e prurido vaginal.

Estas queixas podem muitas vezes ser aliviadas com a administração de medicamentos à base de estrogénios, neste caso uma pomada com estriol (o estriol é uma hormona feminina idêntica à produzida naturalmente pelo nosso organismo chamada estrogénio).

Na farmácia podemos encontrar com nome comercial: Ovestin e Blissel

Ovestin

O estriol induz a normalização do epitélio vaginal, cervical e uretral e assim ajuda a restaurar a microflora normal e o pH fisiológico da vagina.

Para além do que já foi mencionado, pode ser prescrito para: melhorar a cicatrização em mulheres pós-menopáusicas que foram submetidas a cirurgia vaginal ou como auxiliar de diagnóstico no caso de esfregaço cervical realizado em mulheres na pós-menopausa.

Quanto aos possíveis efeitos secundários é muito pouco provável, porque a absorção é muito baixa, o efeito é sobretudo local. O estriol tem uma afinidade para se ligar aos receptores do estrogénio da bexiga e da mucosa vaginal relativamente elevada e uma afinidade relativamente baixa para se ligar aos receptores do estrogénio do tecido do endométrio e da mama. Por esta razão, a ligação do estrogénio aos receptores do estrogénio do endométrio é muito curto para induzir uma verdadeira proliferação quando o estriol é administrado uma vez ao dia, enquanto que a sua ligação aos receptores de estrogénio da mucosa vaginal é suficiente para exercer um efeito vaginotrófico completo apesar de se usarem doses muito baixas de estriol.

Para as queixas vaginais, a dose habitual é de uma aplicação diária (ou dia sim, dia não) durante as primeiras semanas; posteriormente, a dose deve ser gradualmente reduzida para, por exemplo, uma aplicação 2 vezes por semana. Para outras situações, podem ser prescritas diferentes dosagens. Pode demorar alguns dias, ou até mesmo semanas, até que se note uma melhoria.

Use o aplicador para aplicar o creme na vagina. É aconselhável a sua aplicação à noite, antes de ir para a cama. Uma aplicação (aplicador cheio até à marca) contém 0,5 gramas de Ovestin creme, o qual contém 0,5 miligramas de estriol.

Ovestin é um creme largamente usado pelas senhoras na menopausa, pode ser usada durante anos e anos. Depois de deixar de usar em poucas semanas o estado das células vaginais volta ao mesmo estado.

Ovestin, 1 mg/g x 15g creme preço: 4,82 euros

15/05/17

Flonaze: alivio completo das alergias

As alergias são uma resposta exagerada do sistema imunológico a uma substância estranha ao nosso organismo. Os alergénios entram no nosso corpo através do nariz e acionam respostas do nosso sistema imunitário. Isto resulta na libertação de substâncias inflamatórias que causam sintomas alérgicos. Os alergénios são pequenas partículas que estão no ar como pólen, pelo dos animais, ácaros e esporos de mofo. Na primavera devido ao pólen há mais queixas de alergias.

Flonaze (substancia activa: fluticasona) é um spray nasal de esteroides. Ele impede a libertação de substâncias no corpo que causam inflamação, facilita a profilaxia e tratamento dos sintomas nasais de rinite alérgica e não alérgica. Flonaze bloqueia 6 substâncias inflamatórias principais, incluindo a histamina (também prostaglandinas, citocinas, triptases, quimiocinas e leucotrienos).

Flonaze oferece um alívio de 24 horas para:
  • Congestão nasal
  • Pingo do nariz
  • Espirros
  • Comichão do nariz
  • Comichão dos olhos
  • Olhos lacrimejantes
Pode começar a sentir alívio após o uso no primeiro dia e o efeito máximo após vários dias de uso regular, uma vez ao dia. Ao contrario de alguns outros esteroides Flonaze para alem de aliviar sintomas no nariz também alivia sintomas nos olhos (não aplicar o spray directamente nos olhos!).

Apesar de ser um produto de venda livre, aconselho a ter cuidado, porque não deixa de ser um produto que contem cortisona, no mercado temos vários spray com cortisona e são todos sujeitos a receita medica. Cortisona como muita gente já sabe é de evitar, especialmente nos casos de utilização prolongada de vários meses. Em doses excessivas pode provocar problemas de imunidade, de sangue, de osteoporose e tantos outros.

Propionato de fluticasona: 50 microgramas/dose.
Recomenda-se duas pulverizações em cada narina uma vez por dia (200 mg) preferencialmente de manhã. Logo que os seus sintomas melhorem, pode reduzir a dose para uma aplicação em cada narina, uma vez por dia. Em algumas situações podem ser necessárias duas pulverizações em cada narina duas vezes por dia (400 mg). A utilização pode ser necessária durante alguns meses seguidos, mas quanto menos tempo melhor.

Apesar de laboratório do Flonaze autorizar a sua utilização nas crianças com idade superior a 4 anos recomendo primeiro consultar o medico ou então utilizar agua do mar ou algum descongestionante mais comum.

No caso da gravidez ou amamentação deve evitar.

Preço: +/- 12euros

08/05/17

Motilium e os enjoos

Motilium é um dos medicamentos mais conhecidos para mau estar e enjoos, muitas vezes prescrito nos casos de intoxicação alimentar.

A domperidona (substancia activa do Motilium) é um medicamento que torna mais rápida a movimentação do alimento através do esôfago, estômago e intestinos, de tal maneira que o alimento não fique parado por muito tempo no mesmo local, ou haja refluxo do mesmo. É utilizado para o tratamento das náuseas (sensação de enjoo) e vómitos (má disposição), dor de estômago, azia, distensão gástrica e refluxo gastroesofágico. 

Motilium e os enjoos
Domperidona aumenta a motilidade gástrica e do duodeno, o que acelera o esvaziamento do estômago. Por essa razão pode ter influenciar na absorção de fármacos, é preciso ter cuidado ao tomar com outros medicamentos, há alguns que vão diminuir a sua eficácia por que não foram absorvidos na totalidade. Por exemplo a administração em conjunto de domperidona e de alguns antifungicos é contraindicada.

Em alguns casos pode provocar a libertação do leite nas mulheres ou aumento mamário nos homens. A domperidona aumenta a secreção de prolactina, que é o hormônio responsável pela produção de leite.

Existe um pequeno aumento do risco de reações adversas cardíacas graves relacionadas com a utilização de domperidona. Foi observado um maior risco em doentes com idades superiores a 60 anos, em doentes a tomar doses diárias superiores a 30 mg e em doentes que tomam concomitantemente medicamentos que prolongam o intervalo QT ou inibidores CYP3A4.

Em geral Motilium é um medicamento amplamente usado e bem tolerado, sem grandes reacções adversas.

A domperidona não interfere no efeito da pílula anticoncepcional.

Posologia para adultos e adolescentes com peso superior ou igual a 35 kg: 10 mg (um comprimido) até três vezes ao dia com dose máxima de 30 mg por dia. Tomar Motilium por via oral antes das refeições. Duração recomendada é inferior a uma semana.

Para crianças existe em xarope: 2,5 mL da suspensão oral para cada 10 quilos de peso corporal (0,25 mL/kg), administrados 3 vezes ao dia, cerca de 30 minutos antes das refeições e, se necessário, uma dose ao deitar, respeitando a dose diária máxima de 1,0 mg/kg [não exceder a dose diária máxima de 35 mg (35 mL)]. 


Em Portugal domperidona pode ser encontrada com nome comercial Cinet ou Motilium, existe também em genérico. 

Preço Motilium, 10 mg x 20 comp: 4,36€
Preço Motilium/Cinet, 10 mg x 60 comp: 4,82€
Preço Cinet, 10 mg x 10 comp: 3,06€

21/04/17

Alergia na zona intima

Alergia na zona intima, como tratar?

Pode ter as variadíssimas razoes, normalmente tem a ver com alguma mudança. Por exemplo roupa intima nova, calças de ganga apertados, mudança do gel/sabão de limpeza ou uso de um creme depilatório.

O importante seria também não confundir com sintomas de candidíase, na alergia tem comichão e vermelhidão numa área alargada que aparece rapidamente, pode ter ou não algumas borbulhas.

Nos casos mais leves pode passar sem fazer nada, ou então tomar um anti histamínico. Nos casos mais desenvolvidos será preciso fazer um tratamento tópico, colocar uma pomada. Nestes casos os médicos normalmente recomendar um creme que contem um antifúngico e um corticosteroide (Ex: Travocort). Tera de aplicar a pomada 2 vezes ao dia, durante alguns dias.

Não pode coçar, isso só faz piorar o problema e pode provocar pequenos cortes na vagina. Quanto a limpeza terá de usar algum sabonete neutro, lavar com cuidado com agua morna 2 vezes ao dia.

E o mais importante consiste em descobrir o que provocou a alergia e eliminar da sua rotina.

20/04/17

Travocort creme

Travocort creme na sua composiçao tem Valerato de difluocortolona + Nitrato de isoconazol
  • Nitrato de isoconazol: é um antifúngico (antimicótico), é eficaz contra dermatófitos, leveduras, fungos (incluindo o organismo causador da pitiríase versicolor), bolores e também contra o organismo causador de eritrasma. 
  • Valerato de difluocortolona: é um corticosteroide (anti-inflamatório), suprime reacções inflamatórias e reacções alérgicas cutâneas e atenua sintomas, tais como comichão, ardor e dor.
Travocort creme
Devido a esta mistura de componentes o Travocort é utilizado nos casos em que é necessário um antifúngico, mas em que o problema a tratar esta demasiado desenvolvido e só um antifúngico não tem capacidade para tratar. Travocort é utilizado no tratamento inicial ou durante surtos intermédios de micoses superficiais acompanhadas de intensas manifestações inflamatórias ou eczematosas, por exemplo, nas mãos, nos espaços interdigitais dos pés e na região genital e das virilhas.

Por exemplo alguma inflamação com fungo a mistura ou reacção alérgica na zona vaginal devido a utilização de um sabonete, nas zonas intimas do homem as vezes também pode ser necessário utilizar Travocort se tiver infecçao com comichão e vermelhidão a mistura.

Para evitar reinfeções, aconselha-se que a roupa de uso pessoal seja mudada diariamente (toalhas de rosto e outras, roupa interior – de preferência em algodão), devendo ser lavada em água muito quente ou mesmo a ferver.
A higiene pessoal regular é essencial para o sucesso do tratamento com Travocort. No pé de atleta (Tinha pedum), o espaço entre os dedos deve ser cuidadosamente seco após lavagem, e as meias devem ser mudadas diariamente.

Tratamento com Travocort normalmente dura 1 semana, as vezes pode prolongar-se. Após 2 semanas o seu médico pode então prescrever-lhe um tratamento antifúngico sem corticosteroide se a situação já estiver mais controlada. Isto aplica-se sobretudo na zona genital e das virilhas.

Como regra geral, não devem utilizar-se preparações tópicas contendo corticosteroides durante os primeiros três meses de gravidez. Em particular, deve ser evitada a aplicação em áreas extensas assim como a utilização prolongada

18/04/17

Elás creme - alivio das dores

Elás creme é um medicamento não sujeito a receita médica indicado no tratamento tópico da dor, inflamação e inchaço dos músculos e articulações após lesões desportivas e acidentes.

A base do creme é uma planta medicinal Symphytum officinale (consolda) conhecida há muito e
usada no tratamento de dores musculares e articulares. O extracto da raíz da planta tem um efeito anti-inflamatório, analgésico e redutor de edema, bem como promotor da granulação e regeneração tecidular.

Elás creme - alivio das dores
Tem demonstrado bons resultados no tratamento das dores musculares e articulares e é uma boa opção para quem da preferência aos produtos a base natural.

Posologia: Aplicar Elás nas áreas do corpo a serem tratadas e massajar até absorção completa, 2 a 4 vezes por dia. Aplicar sobre pele intacta. Não aplicar nos olhos nem em membranas mucosas. Podem ocorrer reações alérgicas e irritação na pele. Não usar em crianças com menos de 12 anos.

Preço: +/- 12 euros

14/04/17

Etoricoxib usado nas dores das articulações

Etoricoxib é um medicamento do grupo de medicamentos chamados inibidores selectivos da COX-2. Estes pertencem a uma família de medicamentos chamados anti inflamatórios não esteróides (AINEs), que apresenta actividade anti-inflamatória, analgésico e antipirética.

Utilização de Etoricoxib tem vindo aumentar,especialmente nas dores relacionadas com articulações. Etoricoxib ajuda a reduzir a dor e inchaço (inflamação) nas articulações e músculos de pessoas com osteoartrose, artrite reumatoide, espondilite anquilosante e gota. Etoricoxib é também usado no tratamento de curta duração da dor moderada após cirurgias.

Nosso organismo produz dois tipos de enzimas semelhantes, denominadas COX-1 e COX-2. Uma das funções da COX-1 está relacionada com a protecção do estômago, enquanto a COX-2 participa nos processos inflamatórios e dolorosos de tecidos e das articulações.

Etoricoxib bloqueia a COX-2 e, desse modo, reduz a dor e a inflamação com menos risco de úlceras no estômago em comparação com os AINEs. Outros anti-inflamatórios (anti-inflamatórios não esteróides – AINEs) bloqueiam tanto a COX-1 como a COX-2.
Etoricoxib usado nas dores das articulações

Não é necessário qualquer ajustamento da dose em doentes idosos. As doses recomendadas e a duração de tratamento variam de acordo com o problema a tratar. No mercado pode encontrar Etoricoxib com nomes comercias como Arcoxia, Exxiv, Turox com 7 ou 28 comprimidos pela embalagem.

Como os riscos cardiovasculares dos inibidores selectivos da COX-2 podem aumentar com a dose e duração da exposição, deve-se utilizar a menor dose efectiva diária pelo período de tempo mais curto possível.

Etoricoxib deve ser utilizado com cautela por pacientes que já tenham apresentado crises agudas de asma, urticária ou rinite desencadeadas pelo uso de salicilatos ou inibidores não específicos da cicloxigenase.

Etoricoxib pode ser tomado com uma dose baixa de ácido acetilsalicílico. Se está actualmente a tomar uma dose baixa de ácido acetilsalicílico para prevenir ataques cardíacos ou acidente vascular cerebral, não deve parar de tomar ácido acetilsalicílico até falar com o seu médico.

Arcoxia/Exxiv/Turox pode interferir com outros medicamentos que esteja a tomar, por exemplo aumenta a concentração plasmática das pílulas anticoncepcionais.

21/03/17

Cholagutt ajuda a regular o funcionamento do fígado e da vesícula biliar.

Cholagutt é um suplemento alimentar à base de plantas. É utilizado nos sintomas de má digestão como enfartamentos e enjoos. Pode ser usado diariamente ou nas alturas em que abusou na sua alimentação e o organismo esta ressentir-se.  Na população mais idosa é frequente a utilização diária para manter a saúde digestiva em ordem.
Os componentes ajudam a regular o funcionamento do fígado e da vesícula biliar. Ajudam a melhorar o funcionamento do estômago e intestino, facilitando a digestão de alimentos gordurosos.

Cholagutt contém por mL da solução oral:

Extrato de Alcachofra ____________________________ 25 mg
Protecção e regeneração das células do fígado, acção a nível da formação e eliminação da bílis.

Extrato de Alfazema _____________________________ 32 mg
Propriedades anti-sépticas, facilita a digestão

Extrato de Cardo Mariano_________________________ 25 mg
Protecção do fígado contra agentes nocivos, restabelecimento do funcionamento normal das células hepáticas afectadas.

Extrato de Hortelã-Pimenta _______________________ 25 mg
Propriedades anti-espasmódicas e digestivas, pelo que é utilizada como adjuvante no alívio dos espasmos digestivos e biliares, regula os movimentos do intestino.


Posologia: Devem tomar-se 10 a 15 gotas de Cholagutt misturadas num pouco de água simples ou açucarada, 3 a 4 vezes por dia, de preferência meia hora antes das refeições. É frequente uma toma diária em jejum, só uma vez por dia durante longos períodos de tempo.

Não foram descritas, até à data, quaisquer interações do Cholagutt com medicamentos ou alimentos. Não foram descritos, até a data, quaisquer efeitos indesejáveis associados à utilização do Cholagutt.

Não existe informação sobre o uso do medicamento para ajudar a emagrecer, por isso deve ser utilizado apenas para aliviar a má digestão.

Preço: +/- 6.50 euros

19/03/17

Viternum - estimulante do apetite

Viternum - estimulante do apetite
Se for ao medico ou ao farmacêutico e pedir opinião sobre algum produto para estimular o apetite para poder engordar um pouco é muito provável que seja recomendado Viternum. Viternum é um estimulante do apetite, indicado em anorexias de todo o tipo, estados de magreza e desnutrição, transtornos de crescimento e convalescenças.  É usado tanto nas crianças como nos idosos com dificuldades em se alimentar como deve ser.

Muitos clientes acham que o Viternum tem vitaminas, mas não tem nenhuma. Um comprimido contém 6 mg de Di-hexazina, que é um anti-histamínico com efeito sedativo.
Como sendo um anti-histamínico verificam-se os efeitos adversos gerais deste grupo de medicamentos. Pode causar nos 2 ou 3 primeiros dias do tratamento predisposição para a sonolência que desaparece espontaneamente. Viternum não deve ser tomado em associação com medicamentos com acção sedativa. Exitem efeitos aditivos com o álcool.  Existem interacções com os inibidores da MAO. Contém lactose.

Não deve administrar-se o medicamento durante a gravidez e a lactação.
Não interfere com a eficácia da pílula.

A dose habitual para adultos: 3 comprimidos por dia. Os comprimidos devem ser tomados antes das refeições e devem ser deglutidos inteiros. Conforme necessidade poderá reduzir o numero das tomas.

Preço 20 comprimidos: 4.57 euros
Preço 60 comprimidos: 10.55 euros

Crianças e adolescentes
Viternum não deve ser utilizado em crianças com idade inferior a 2 anos.
Existe Viternum em forma liquida para facilitar a toma pelas crianças.
Viternum 0,6mg/ml Pó e solvente para solução oral (na embalagem vem uma saqueta com substancia activa e um frasco com liquido).

Viternum deve ser preparado antes de começar a tomar. O conteúdo da saqueta tem de ser dissolvido no conteúdo do frasco.  A solução oral preparada é válida por 30 dias.

A dose recomendada é:
Crianças de 2 a 4 anos: 5 ml da solução oral preparada, 3 vezes por dia
Crianças de 4 a 8 anos: 10 ml da solução oral preparada, 2 vezes por dia
Crianças de 8 a 12 anos: 10 ml da solução oral preparada, 3 vezes por dia.

Preço: 4.92 euros

01/03/17

Acarilbial : tratamento da sarna

Tenho notado uma procura aumentada na farmácia de medicamento de Acarilbial que é utilizado como anti-infeccioso para tratar a sarna (também conhecida por escabiose). No inverno há uma maior incidência desta "praga". A escabiose é uma infecção da pele causada pelo ácaro Sarcoptes scabiei, é um parasita que vive na superfície do corpo (pele) do hospedeiro, do qual extraem nutrientes. São ácaros minúsculos que provocam lesões e comichão na pele do homem, essa comichão é resultado de uma reacção alérgica da pele contra o próprio ácaro, os seus ovos e as suas fezes.

É difícil perceber que tem sarna, normalmente tem de ser o medido a diagnosticar e a verdade seja dita nem sempre acertam. A doença manifesta-se pelo aparecimento de pequenos túneis na pele e algumas bolhas, tudo isso provocado pela movimentação de ácaro.

Tratamento da escabiose: 

Para tratamento utiliza-se Acarilbial (substancia activa: benzoato de benzilo) que é um liquido de aplicação externa (não tomar!!). Tratamento eficaz e tem poucos efeitos secundários em parte devido à sua aplicação apenas local. Ao aplicar na pele esse liquido entra em contacto com o parasita e mata-o.
  1. Tomar um banho quente durante cerca de 10 minutos, de preferência por imersão e secar convenientemente
  2. Friccionar levemente a pele de todo o corpo, durante alguns minutos, com algodão hidrófilo embebido do medicamento, com excepção da face, olhos, mucosas e meato uretral e deixar secar
  3. Repetir a aplicação, deixar secar novamente e vestir-se
  4. 24 a 48 horas depois, tomar outro banho e mudar a roupa do corpo e da cama. 
Embora em alguns doentes um único tratamento seja suficiente para se obter a cura, por vezes, é necessário aplicar o medicamento, nas condições acima referidas, durante 2/3 dias consecutivos e, eventualmente, repeti-lo após um intervalo de 7 a 10 dias. O volume de solução não deve exceder os 30 ou 20 ml em cada aplicação, em adultos ou crianças respetivamente.

Evitar o contacto com a face, olhos, mucosas e meato uretral. Podem surgir uma ligeira irritação local (especialmente nos órgãos genitais masculinos), sensação de queimadura, prurido ou reacções alérgicas da pele. No caso de haver infecção secundária das lesões, pode ser necessário instituir tratamento antibiótico.

Deve ser utilizado com precaução em crianças com menos de 10 anos de idade. Não ha estudos quanto a utilização na gravidez e aleitamento.

Além do doente, devem ser tratados os seus parceiros sexuais e todas as pessoas em contacto próximo, nomeadamente os indivíduos que partilham a habitação. Recomenda-se ainda a lavagem em água quente de toda a roupa que esteve em contacto com a pele, incluindo roupa da cama e toalhas.

21/02/17

Bacitracina

É uma pomada que já existe há muito tempo e continua a ser largamente utilizada para cicatrizar qualquer tipo de feridas na pele e mucosas. Medicamento indicado no tratamento e prevenção de infecções bacterianas da pele.

Composição:
  • Bacitracina (500 U.I./g) - antibiótico com função anti-infeciosa e anti-bacteriano de uso tópico indicado para o tratamento de infecções superficiais na pele evitando complicações e inflamações em pequenos cortes, feridas e queimaduras.
  • Retinol (vitamina A) (2000 U.I./g) - ajuda na epitelização e fecho das feridas, diminui a resposta inflamatória. 

Bacitracina é um bom cicatrizante, depois da sua aplicaçao na ferida os resultados são visíveis passado poucos dias. Fecha bem a ferida e não deixa infeccionar.

Pode utilizar nas feridas como um corte com a faca, um rasgão da pele mesmo com ferida aberta mas não muito profunda, uma queimadura superficial, cortes nos lábios também cicatrizam rapidamente.

Depois de lavar a ferida (com soro de preferência) aplicar a pomada 2-3 vezes por dia.

20/02/17

ThermaCare - terapia do calor

O tratamento pelo calor utiliza-se desde há muito tempo no alívio das dores musculares e das articulações. O calor dilata os vasos sanguíneos à volta dos músculos e das articulações. Este efeito promove o aumento do fluxo sanguíneo na área afectada, levando mais oxigénio às células e contribuindo para a eliminação de metabolitos como o ácido láctico, que se forma nos músculos sobrecarregados, causando dor.

ThermaCare é composto por uma faixa de material suave e confortável, com células térmicas que contêm ingredientes naturais (ferro, carvão, sal e água), que aquecem quando em contacto com o oxigénio do ar e deste aquecimento resulta alivio da dor.

A Faixa Térmica ThermaCare propociona o alívio das dores musculares e das articulações associadas a:
  • Cansaço e tensão muscular
  • Esforço excessivo, distensões e entorses
  • Artrite
Vantagens da ThermaCare: não contém medicamentos, alívio prolongado da dor, fácil de usar, cómodo, discreto, fino e sem cheiro.


ThermaCare é um dispositivo médico e está disponível em duas apresentações, para um maior conforto:
  • Para Dores na Região Lombar e Anca  ( Preço/2unidades: +/- 12 euros)
  • Para Dores no Pescoço, Ombros e Pulsos ( Preço/2unidades: +/- 6 euros)
Coloque a faixa sobre a área a tratar, com o lado mais escuro das células térmicas voltado para a pele,pode demorar até 30 minutos a atingir a temperatura terapêutica desejada. Para uma maior eficácia, recomendamos que utilize ThermaCare durante 8 horas. Para um alívio prolongado, use ThermaCare durante 2-3 dias consecutivos.

Não abra a saqueta se não for utilizar ThermaCare. Se a faixa térmica estiver danificada ou rasgada tem de deita-la fora. Cada faixa só pode ser utilizada 1 vez.

12/02/17

Scheriproct: alivio das hemorroidas

Scheriproct é uma pomada que está indicada nas hemorróidas, fissuras anais superficiais, proctite. Ajuda aliviar sintomas como irritação, comichão, inchaço e dor - sintomas provocadas pelas hemorroidas. Scheriproct pode ser usado para tratar tanto as hemorroidas externas como as hemorroidas internas e é uma das escolhas de eleição dos médicos e dos pacientes.

As substâncias activas são: caproato de prednisolona (é um esteroide que reduz a inflamação das hemorroidas, prevenindo o inchaço e a comichão) e cloridrato de cinchocaína (actua como um anestésico local, adormecendo a área afectada e aliviando consequentemente a dor e a irritação).
Scheriproct não é uma pomada para uso diário, é uma pomada que funciona muito bem , mas que só deve ser usada nas situações de crise, pontualmente. Nos tratamentos prolongados (mais de 4 semanas) existe a possibilidade de que apareçam manifestações secundárias locais como, por exemplo, atrofias cutâneas. Significa que podem aparecer alterações na pele e eficácia da pomada pode desaparecer ou ate passar a fazer mal e não bem. Se precisar de uma pomada para poder usar diariamente deve optar por uma que não contem cortisona na sua composição, como por exemplo Faktu. E recomendo a toma de comprimidos Daflon tanto para prevenir como para tratar as crises.

Hemorróidas não podem ser curadas nem com esta nem com outra pomada qualquer, única coisa que pode fazer é aliviar os sintomas e evitar as crises hemorroidárias.
Gravidez: regra geral, não devem ser aplicados medicamentos tópicos com corticóides durante os primeiros três meses de gravidez.


Administrar por via rectal:

É muito importante que lave as mãos após usar o tratamento.

Lavar e secar a área afectada antes de aplicar o tratamento (lavar com produtos neutros).

Deve aplicar a pomada para uso externo ou interno na área afectada durante cinco a sete dias, duas vezes por dia (três a quatro vezes no primeiro dia, se necessário, a fim de se obter uma rápida eliminação das perturbações.).

Após o desaparecimento dos sintomas, deve aplicar a pomada uma vez por dia, durante alguns dias.

Para cada aplicação basta uma pequena quantidade de pomada (do tamanho de uma ervilha) que deverá ser aplicada com o dedo na região e orifício anais, vencendo-se a resistência do esfíncter com a ponta do dedo. Para o uso intra-rectal utiliza-se o aplicador, o qual se enrosca à bisnaga. Nos processos muito inflamados e, por isso, particularmente dolorosos, pode ser aconselhável, no princípio do tratamento, o uso do dedo para a aplicação intra-rectal. Os prolapsos nodulosos devem ser cobertos com uma espessa camada de pomada e com muito cuidado introduzidos com o dedo para dentro do recto.


Preço 30g : € 4,76

07/02/17

Atyflor

Atyflor é um simbiótico (mistura de probióticos e prebióticos) que restabelece a flora intestinal em situações de desequilíbrio tais como: diarreia, obstipação e síndrome de cólon irritável. O Atyflor é um suplemento alimentar que contém uma mistura solúvel de 7 estirpes de probióticos e fructooligossacarídeos (são utilizados devido as suas propriedades como prebióticos).
 
Atyflor
PROBIÓTICOS - Diminuem a concentração das bactérias patogénicas regulando, desta forma, o equilíbrio da flora intestinal. Ao serem administrados, diminuem a concentração das bactérias patogénicas (prejudiciais), regularizando, desta forma, a flora intestinal e ajuda na diarreia.

PREBIÓTICOS- Contribuem para regular a consistência das fezes. Estimulam o crescimento de bifidobactérias. Prebióticos ao serem administrados regulam a consistência das fezes e estimulam o crescimento de bactérias benéficas para o organismo, regularizando, desta forma, a flora intestinal e melhorando a obstipaçao.

Alguns probióticos que, quando administrados proporcionam uma melhoria nos sintomas de distenção abdominal e flatulência, muitas vezes associados ao síndrome do colón irritável. Bactérias como por exemplo, Bifidobacterium Infantis, que faz parte da composição do Atyflor.

Bifidobacterium infantis é uma estirpe específica das crianças que habitam, de forma natural, no aparelho digestivo. Por essa razão o Atyflor é recomendado nas crianças e bebes (a partir de 0 meses) tanto para tratar diarreia como obstipação.

A eficácia do Atyflor foi avaliada em ensaios clínicos, demonstrando ser eficaz na diarreia e na obstipação. Restabelece o equilíbrio da flora intestinal mais rapido e mais eficaz do que se não tomar nada. Pode ser administrado desde a lactação à idade adulta. Possibilidade de administrar a doentes celíacos (isento de glúten), intolerantes à lactose, diabéticos e gravidas.

Muitas pessoas ao tomar antibióticos ficam com desconforto intestinal que pode durar meses, ao tomar Atyflor a seguir a toma do antibiotico ajuda a reestabelecer a flora intestinal que foi alterada.

Posologia: 1 saqueta por dia. Tomar uma saqueta de Atyflor por dia durante ou depois das refeições. Dissolver o conteúdo da saqueta em água, leite ou sumo.

Preço (1 embalagem com 10 saquetas): +/-14 euros

24/01/17

Pílula e os outros medicamentos

Sera que a sua pílula interfere com o medicamento X ? É uma das resposta na área de saúde que as senhoras mais procuram na Internet, pelo menos é a sensação que tenho.

Primeira coisa a esclarecer: TODAS as pílulas independentemente do nome tem as mesmas interferências no organismo e funcionam todas da mesma forma.

Vou tentar abordar alguns grupos de medicamentos e a sua interferência ou não, porque maior parte dos medicamentos não tem qualquer influencia na eficácia da pílula concepcional.


Analgésicos / Antiinflamatorios e a pílula:

Nenhum medicamento para as dores, inflamação, febre interfere com a eficácia da pílula.

Pastilhas para chupar para garganta e a pílula:

Nenhumas pastilhas ou rebuçados para dores de garganta interferem com a eficácia da pílula.

Xarope para tosse e a pílula:

Nenhum xarope para tosse seca ou com expectoração interfere com a eficácia da pílula.

Antigripal e a pílula:

Nenhum medicamento antigripal, que normalmente consiste na mistura de paracetamol + anti-histamínico, interfere com a eficácia da pílula.

Anti-histamínico e a pílula:

Nenhum anti-histamínico (medicamentos utilizados para comichao ou excesso de secreções como por exemplo pingo no inverno) interfere com a eficácia da pílula.

Plantas e a pílula:

A única planta que me lembro que pode interferir com a pílula e que pode adquirir na farmácia é o hipericão.


Vitaminas e a pílula:

Nenhuma vitamina, nem suplemento vitaminico interfere com a eficácia da pílula.

Medicamentos para dormir e a pílula:

Medicamentos para dormir ou ajudar a acalmar e relaxar não devem interferir com a eficácia da pílula, mas no caso da duvida pode sempre ver o folheto informativo que vem na embalagem do medicamento.

Antibióticos e a pílula:

Há vários que interferem mas também há muitos que não interferem, mas no caso dos antibióticos aconselho sempre prevenir. Mesmo que o medicamento não interfira, é frequente o antibiótico poder provocar desturbios gastrointestinais ou diarreia e isso pode interferir com a absorção da pílula e comprometer a sua eficácia.

Diabetes / Hipertensão / Colesterol

Nenhum medicamento para tratar diabetes ou as tensões altas ou colesterol interferir com a eficácia da pílula.



Se tiver sugestões de tópicos para adicionar a este tema ou alguma excepção a regra agradeço que deixe o seu comentário.

22/01/17

ZITHROMAX e a gripe/constipação

Na época de gripe um dos antibióticos mais vendidos na farmácia, penso que estará no Top 2, é o ZITHROMAX cuja substancia activa é azitromicina (500 mg por comprimido). A azitromicina é um antibiótico da mesma família da claritromicina e da eritromicina, família de macrólidos.

ZITHROMAX tem um amplo poder de acção e utiliza-se para tudo que sejam infeções respiratórias tanto do tracto respiratório superior como do tracto respiratório inferior (amigdalites/faringites, sinusites, bronquites, pneumonias). Tambem pode ser utilizado para tratar infecções causadas por bactérias na pele, nos tecidos moles, nos ouvidos e nas doenças sexualmente transmissíveis provocadas por Chlamydia trachomatis e Neisseria gonorrhoea não multiresistente.

É sempre bom relembrar que qualquer antibiótico só tem capacidade para matar as bactérias e não tem qualquer efeito no vírus. Sendo que o vírus é o maior responsável pelas gripes e constipações.

ZITHROMAX é bem tolerado pela maioria dos doentes.

Em 2013 foi lançado um estudo em que concluíram que o medicamento pode causar um ritmo cardíaco irregular potencialmente fatal em alguns pacientes. O FDA chama a atenção dos médicos, para que tenham cuidado ao prescrever o antibiótico a pacientes com problemas cardíacos.

ZITHROMAX pode tornar a sua pele mais sensível ao sol, tem de utilizar protector solar para evitar possíveis queimaduras.

No adulto e também nas crianças com peso superior a 45 kg a posologia recomendada para a maioria das indicações é de 500 mg 1 vez ao dia (1 comprimido de 500 mg) e a duração do tratamento é de 3 dias. O medicamento deverá ser administrado, preferencialmente sempre à mesma hora, todos os dias, só uma vez ao dia.

Nos casos mais graves o medido pode pedir para tomar 2 embalagens seguidas.

Deverá tomar os comprimidos de ZITHROMAX com água ou outra bebida, com ou sem alimentos. Não deve tomar ZITHROMAX ao mesmo tempo que os antiácidos.

Não existe evidencia de perigo para o feto, mas como qualquer medicamento antes de tomar o antibiótico o medico tem de avaliar a sua necessidade.

ZITHROMAX não interfere com a eficácia da pílula.

Preço: 5,27 euros. Existem vários genéricos no mercado.

20/01/17

Bisoltussin - tosse seca

Inverno traz frio e constipações que normalmente vem acompanhadas da tosse. Tosse seca, neste caso que é mais irritante e que demora mais tempo a passar e é a mais difícil de ser curada. A tosse seca tem tendência a piorar a noite e por exemplo nos ambientes que podem irritar como frio ou fumo.

Se tiver na duvida se a sua tosse é seca ou com expectoração, pode ver este meu post.

Há frequentemente esta duvida em que as pessoas dizem que tem a tosse seca porque a expectoração não sai, se tem expectoração mesmo que seja pouca é porque a tosse é com expectoração e precisa de uma ajuda para fluidificar e remover o muco. Por outro lado se não tem nenhuma expectoração tem de tomar por exemplo um xarope para tosse seca para aliviar os sintomas e diminuir o reflexo de tossir. Se utilizar xarope para tosse seca e tiver expectoração, a redução do reflexo da tosse pode conduzir a uma acumulação grave de muco.

Um dos xaropes mais populares é o Bisoltussin, que é da família do Bisolvon (tosse com expectoraçao). Bisoltussin Tosse Seca é um medicamento antitússico indicado para o tratamento sintomático da tosse irritativa e seca. A substância activa é o dextrometorfano, actua ao nível do centro da tosse, inibindo-o. Desta acção resulta o efeito antitússico do medicamento. Actua na origem da tosse com efeito até 6 horas para uma noite de sono descansada (início de ação entre 15 e 30 minutos.).

O Bisoltussin Tosse Seca está contra-indicado durante o aleitamento, uma vez que não pode ser excluída a possibilidade de ocorrência de depressão respiratória nas crianças. Não é recomendado durante a gravidez.

Bisoltussin Tosse Seca deve ser utilizado com precaução em doentes com função hepática diminuída ou que estejam a tomar antidepressivos do tipo IMAO - inibidores da monoaminoxidase.

Em caso de auto-medicação, a administração deverá limitar-se a 3 - 5 dias. Se a sua tosse dura ha mais de 2 semanas recomendo visitar o medico para poder excluir possiveis complicaçoes.

Bisoltussin não contém açúcar (sacarose) e por isso pode ser tomado por diabéticos.

Nenhum xarope para tosse interfere com a eficácia da pílula.

Xarope Bisoltussin Tosse Seca

Adultos e jovens com mais de 12 anos: 5 a 10 ml, com intervalos de 4 horas ou 15 ml com intervalos de 6-8 horas. A dose máxima diária é 60 ml.

Crianças dos 6 aos 12 anos: 2,5 a 5 ml, com intervalos de 4 horas. A dose máxima diária é 30 ml.

O Bisoltussin Tosse Seca não deve ser administrado a crianças com menos de 6 anos de idade.

Preço: +/- 7,50 euros

Bisoltussin Pastilhas Moles

É um formato prático para quem não quer nem pode ter o xarope sempre por perto. Tem com um agradável aroma de mel, limão e mentol.

Adultos e crianças com mais de 12 anos: As pastilhas moles são para dissolver lentamente sob a língua.

1 a 2 pastilhas a cada 4 horas, ou até 3 pastilhas a cada 6 a 8 horas.

A dose diária máxima é 12 pastilhas.

11/01/17

Bisolvon para tosse com expectoração

Chegou o inverno e temos todos a tossir a nossa volta. A tosse mais frequente é a tosse com expectoração em que sentimos acumulação excessiva de muco nos pulmões e nas vias respiratórias e que temos dificuldade em remover mesmo tossindo. A tosse é um mecanismo natural de cura que o organismo utiliza para eliminar esse muco.

Se tiver na duvida se a sua tosse é seca ou com expectoração, pode ver este meu post.

Há frequentemente esta duvida em que as pessoas dizem que tem a tosse seca porque a expectoração não sai, se tem expectoração mesmo que seja pouca é porque a tosse é com expectoração e precisa de uma ajuda para fluidificar e remover o muco. Para isso existem os mucoliticos. O mais conhecido do mercado é da família de Bisolvon.

O uso do mucolítico implica a diminuição da viscosidade do muco e o aumento da remoção do mesmo, quer através da actividade ciliar do epitélio, quer pelo reflexo da tosse, sendo portanto de esperar um aumento da expectoração e da tosse. Isso quer dizer que é normal que ache que ficou com mais expectoração depois de tomar a medicação, a maior quantidade é mais facilmente removida.
   
Propriedades do Bisolvon:    
  • facilita a expectoração ao tornar o muco mais fluido
  • fica facilitada a drenagem do material tensioativo dos alvéolos pulmonares e dos brônquios. e activa o epitélio ciliar da mucosa brônquica, estes mecanismos mantêm e melhoram a capacidade de autopurificação das vias aéreas
  • facilita e acelera a eliminação do muco dos alvéolos pulmonares com a sua ação fluidificante e expectorante
  • está indicado como adjuvante mucolítico do tratamento antibacteriano das infeções respiratórias em presença de hipersecreção brônquica. 
Bisolvon existe em xarope e na forma de comprimidos, o xarope não tem açúcar, sendo por isso adequado para diabéticos.

Bisolvon pode ser tomado durante a gravidez, mas evitar durante a lactação.

Devido aos mucolíticos possuírem a capacidade de afectar a barreira mucosa gástrica, estes deverão ser utilizados com precaução em indivíduos susceptíveis a úlceras gastroduodenais. Bisolvon não deve ser usado em doentes que sofram de úlcera gastroduodenal.

Bisolvon é geralmente bem tolerado,raramente pode acontecer diarreia, náuseas, vómitos, dor epigástrica e outros efeitos gastrointestinais moderados.

Nenhum xarope para tosse interfere com a eficácia da pílula.

Bisolvon Linctus Adulto  (Cloridrato de Bromexina 1,6 mg/ml )

Adultos e crianças com mais de 12 anos: 5 ml, 3x/dia (5 ml=1 colher das de chá)
Crianças 6-12 anos: 2,5 ml, 3x/dia

Preço: +/- 7 euros

Bisolvon Linctus Criança (0,8 mg de Cloridrato de Bromexina)

Tem exactamente metade da dosagem do xarope do adulto e apresenta aroma a morango
Adultos e crianças com mais de 12 anos: 10 ml (2 colheres de chá) 3 vezes ao dia
Crianças 6-12 anos: 5 ml (1 colher de chá), 3 vezes ao dia
Crianças 2-6 anos: 2,5 ml (1/2 colher de chá), 3 vezes ao dia
Crianças com menos de 2 anos: 1,25 ml (1/4 colher de chá), 3 vezes ao dia

Bisolvon Comprimidos

Solução pratica para quem não tem possibilidade ou vontade de tomar o xarope. Comprimidos fáceis de engolir e cómodos para transportar. Comprimidos contêm quantidades muito baixas de hidratos de carbono (lactose).

Cada comprimido contém 8 mg de Cloridrato de Bromexina.
Adultos e crianças com mais de 12 anos: 1 comprimido (8 mg) 3x/dia.

04/01/17

Acutil - suplemento alimentar para memoria

Acutil - suplemento alimentar para memoria
Acutil destina-se a ser tomado por adultos, em qualquer situação de carência destes nutrientes, satisfazendo as necessidades nutritivas, especialmente de indivíduos com metabolismo alterado.

Acutil constitui uma protecção nutritiva que poderá ajudar manter a função e o desempenho do cérebro, em particular em indivíduos de idade mais avançada ou em situações stress/sobrecarga intelectual (ex: estudantes em períodos de exames), em que as carências nutricionais poderão ter maior impacto.

Acutil é um suplemento alimentar que contém para além de ácidos gordos ómega-3, extracto de Ginkgo biloba, fosfatidilserina, ácido fólico e vitamina E e B12, contribuindo para assegurar um aporte suficiente destes nutrientes e responder às necessidades variáveis do organismo.


Posologia: Inicialmente, recomenda-se uma toma diária de uma a duas cápsulas de Acutil, por dia, juntamente com alimentos ou bebidas não alcoólicas.
Acutil não interfere com a pílula, nem engorda. Se tomar complexos vitaminicos tem de ver se na composição não tem os mesmos componentes para não ocorrer a sobre dosagem, por exemplo Vitamina E.


Composição:
Ácidos gordos ómega-3: em particular o ácido docosahexaenóico, são um constituinte fundamental da membrana dos neurónios (células nervosas), que é fundamental para o processamento da informação no cérebro. Por sua vez o ácido eicosapentaenoico desempenha um papel importante na produção de substâncias com papel activo nos processos imunológicos e inflamatórios.

Fosfatidilserina: componente importante das membranas celulares dos neurónios, necessária para assegurar uma transmissão eficiente dos impulsos nervosos.

A vitamina B12 e o ácido fólico: ajudam a manter a integridade celular e a optimizar o metabolismo nervoso. Em conjunto, estas duas substâncias ajudam a proteger o cérebro dos efeitos potencialmente lesivos de uma substância chamada homocisteína.

A vitamina E: desempenha um importante papel na protecção de diferentes tecidos, em particular do cérebro, contra reacções químicas de peroxidação, que podem ocorrer a partir de diferentes processos metabólicos normais e agentes tóxicos exógenos. A não neutralização dos compostos resultantes da peroxidação pode contribuir para um envelhecimento precoce das células. Para além destas propriedades anti-oxidantes, as necessidades em vitamina E encontram-se aumentadas nos indivíduos com dietas ricas em ácidos gordos poli-insaturados.

Ginkgo biloba: propriedades anti-oxidantes e ajuda a manter a memória, em particular a de curto prazo.


Preço 30 capsulas: +/- 15 euros
Preço 60 capsulas: +/- 25 euros
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...